Estado de pistas preocupa skatistas

Apenas uma pista
do DF dispõe de
piso recomendado
pelos esportistas

Embora seis pistas de skate tenham sido construídas no Distrito Federal durante o ano passado, o estado atual da maioria delas preocupa os esportistas. Os skatistas reivindicam piso adequado à prática e mais segurança nos locais. A popularidade do esporte avança com o surgimento de espaços para a prática e iniciativas, como investimento de marcas locais dedicadas ao skate.

As administrações regionais são responsáveis pela maior parte das obras, orçadas em até R$150 mil – a partir deste valor, as construções passam a ser da Secretaria de Obras. Para o presidente da Associação de Skate da Capital, Francisco Peçanha, o “Chikin”, faltam cuidados das administrações. No Guará, onde mora, a lista de problemas começa na qualidade piso, inclui falta de iluminação e de segurança. Em resposta, a administração regional declara que as condições foram negociadas em cinco reuniões com os esportistas da cidade, onde o projeto da pista foi mudado três vezes.

“Tudo foi decidido com participação dos skatistas daqui, se tivessem pedido chão com granitina, teríamos feito”, ressalta Marçal de Assis, diretor de obras da cidade. Segundo ele, o concreto polido usado na pista possui custo e propriedades parecidas com o piso pedido. “O uso apressado trouxe alguns danos, que estamos consertando desde janeiro. Ultimamente, estamos cuidando dos caimentos, para evitar água empoçada”, afirmou.

Apenas no Núcleo Bandeirante há pista inteira com o piso de granitina. Por ser mais regular e resistente, o material é o mais apropriado ao skate, de acordo com Peçanha. “Caso alguém erre a manobra, o skate pode até quebrar no cimento. O chão liso também ajuda a andar melhor e mais rápido”, explica. Segundo conta, sem o revestimento adequado as pistas estão mais vulneráveis ao desgaste de chuvas, capazes de abrir buracos no chão. A situação também ameaça a segurança dos atletas, por facilitar quedas no piso áspero.

Com a maior área do Centro-Oeste, 1860m², a pista do Riacho Fundo I atraí skatistas de todo o DF e de fora. A falta de granitina no piso é compensada pelo espaço disponível e pela iluminação independente. Lá, também treina André Willian – garoto de 12 anos que se destacou na cena distrital do skate. “O DF é promissor, pois Brasília já era referência em trajetos de rua e, agora, as pistas novas ampliaram o espaço para treinamento”, ressalva Chikin.

A expansão do esporte é acompanhada pelo comércio. Nos últimos três anos, surgiram três marcas dedicadas ao skate no Distrito Federal. A primeira delas, Capital Skate, começou as atividades em 2006. Dois anos mais tarde, surgia a Circo. Neste ano, foi a vez da Antzoo, a mais nova. Além das vendas de produtos especializados, as iniciativas promovem campeonatos e patrocinam atletas locais.

Jovem voador

A idade do garoto se aproxima do número de subidas ao topo do pódio no ano passado: 11, vitorias em competições no DF e Goiás. Ainda em 2008, venceu duas em segundo lugar e uma em terceiro. No mês passado, o jovem garantiu a segunda posição no 1º Campeonato de Skate do Centro Oeste, em Goiânia. Com cerca de dois anos e meio no esporte, André se destacou na cena distrital e possui apóio de três empresas. Segundo o pai, Willian Araújo Neres, o interesse do filho começou após assistir vídeos do esporte. “Foi por vontade própria, ele pediu e eu dei”, conta.

De segunda a sexta, André cursa a 7ª série e treina nos finais de semana, acompanhado do pai. Embora pratique em diversas pistas do DF, o rapaz se preocupa com a situação da própria cidade. “As pistas inauguradas são boas, mas é preciso conservar. A daqui do Riacho nem foi inaugurada e já tem buracos”, comenta. “O pessoal anda bem, só faltam mais campeonatos para alcançar o nível de outros lugares”.

Já o pai atenta também para falta de patrocínios. “Houve entrega de pistas no último ano, mas ainda não é o suficiente, o atleta não depende só delas”, conta, ao lembrar gastos com viagens e equipamentos.

Saiba mais sobre as pistas

Guará

Setor Central do Cave, Guará II – 900 m²

Concluída em novembro de 2008

“Só voltei a andar por causa da inauguração, estava parado há seis anos”

Marco Antônio Farias, 28 anos, professor de Informática, andava de skate há outros seis

• Contras

– Nenhuma iluminação

– Falta de escoamento da água

• Prós

– Desenho apropriado

– Passa por reparos


Núcleo Bandeirante

Praça Padre Roque, Projeção 9, em frente a via NB2 – 475m²

Concluída em abril de 2008

“O local é acessível e bom. Aqui estão cuidando, diferente de outras cidades”

Thiago Vieira Rodrigues, 21 anos, frentista, pratica o esporte há oito anos

• Prós

– Chão de granitina

– Iluminação própria

• Contras

– Falta de bebedouros

– Falta de remendos no chão


Riacho Fundo I

AC3, entre os lotes 15 e 16 – 1860m²

Concluída em 30/10/2008

“Ando desde que ficou pronta, ter uma pista perto de casa ajuda muito a evoluir”

Maurício Henrique Aguiar, 16 anos, estudante, pratica há um anos e três meses

• Prós

– Bons obstáculos

– Iluminação

• Contras

– Rachaduras no chão

– Água empoçada


Psul

QNP20, Área Especial – 840 m²

Concluída em 19/03/08

“Todas as pistas deveriam receber iluminação antes de concluídas, é o mínimo”

Denis Ferreira, 30 anos, motoboy, anda de skate há 14

• Prós

– Localização acessível

– Rampas com desenho apropriado

• Contras

– Piso de cimento

– Falta de iluminação


São Sebastião

Quadra 2, Conjunto 1, Bairro São Bartolomeu – 141 m²

Concluída em junho de 2008

“Para mim desgastou rápido, mas muitos gostaram por causa do tamanho”

Magnum Barbosa de França, 19 anos, desempregado, anda de skate há quatro anos

• Prós

– Iluminação

– Desenho apropriado

• Contras

– Rachaduras no chão

– Água empoçada


Paranoá

Praça Central, ao lado da quadra coberta — 510 m²

Concluída em setembro de 2008

“Foi uma ótima ideia, porque tirou muitos da rua, onde andavam e se feriam”

Jailson Moura Rodrigues, 16 anos, estudante, pratica há dois anos

• Prós

– Bem localizada

– Boa conservação

• Contras

– Falta de segurança

– Sem iluminação própria


Isaías monteiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: