Obra de R$3 milhões busca integrar SIA

Administração do setor
espera beneficiar 50 mil
motoristas. Já comércio
local se diz prejudicado

Motoristas que passam pelo SIA (Setor de Indústrias e Abastecimento) podem ganhar novas opções ao dirigir até a metade do ano, com a duplicação da via que liga a EPTG (Estrada Parque Taguatinga) ao trecho 3/4 do setor. A Administração do SIA estima que ao menos 50 mil motoristas serão beneficiados ao usar a via diariamente. Os três quilômetros de obra fazem parte de projeto orçado em R$3 milhões para ligar o SIA ao Setor de Cargas e Transporte, à Estrutural e à Cidade do Automóvel. A integração é considerada pela administração como a mais importante no momento e deve ser concluída no final de abril.

Embora reconheça que a execução do projeto tem causado transtornos ao trânsito local, o administrador do SIA, Miguel Lunardi, espera melhora na circulação de veículos. “O principal benefício será dar fluxo de transporte para todos os lados, além de desafogar o trânsito, a obra ajudará no escoamento da produção do SIA, muitas vezes transportada em veículos de grande porte”, afirmou.

De acordo com Lunardi, só falta pavimentação à maior parte da empreitada. Segundo ele, as chuvas diminuíram o ritmo do projeto, que deve receber asfalto na próxima estiagem, e a área é única sem receber a operação Tapa Buracos, executada no último fim de semana. Dados da administração estimam que as vias do setor lidam diariamente com movimento de mil caminhões, que danificam as estradas.

Para ele, a abertura do setor a novas cidades e regiões contribuirá no crescimento econômico ao aumentar o movimento de carros. “O projeto contribui para uma interiorização do Setor de Indústrias, ao oferecer a região como opção de trânsito, vamos fazer com que mais pessoas passem pela área”, estimou. Lunardi explica que o alto fluxo de veículos, a movimentação perto da via de trem e a rede de águas fluviais foram os maiores obstáculos encontrados até agora.

Três quilômetros de ampliação ligarão a ETPG ao trecho 17, dedicado à expansão econômica, e partir dele facilitará o acesso à Feira dos Importados. “A pista já existia, mas em péssimas condições”, disse. Antes do início do projeto, foi necessário construir uma rede de águas fluviais na região, com parte dos três milhões disponíveis. A falta de saneamento chegou a inundar um posto do Corpo de Bombeiro próximo à área. Construída a rede, a administração passou a avançar com duplicação das vias.


População espera trânsito melhor

Morador do Gama e auxiliar de escritório em uma empresa no SIA, Jhony da Silva, espera menos dificuldades para vir ao trabalho. Para chegar ao setor, o rapaz de 23 anos precisa pegar dois ônibus. “Será uma obra boa, acredito que o acesso ao vai ficar melhor para quem mora em muitas cidades, porque hoje em dia ainda há problemas”, disse. Já o auxiliar de serviços gerais Bermudes Camargo, também de 23 anos, é mais cauteloso. “Pode melhor, mas por enquanto o trânsito está ruim”, opinou.


Remoção preocupa comerciantes

Instalados próximos à ETPG, nem todos os comerciantes estão satisfeitos com o projeto. Edwards Marques, contador, calcula que o balanço do projeto beneficiará apenas alguns trechos. “Vai ser muito bom para o trânsito, mas para o comércio a situação vai piorar”.

Funcionária em uma lanchonete no setor 3/4, a comerciante Célia Linhares será diretamente afetada pela ampliação da via. A loja onde trabalha será removida para dar lugar à estrada e será transferida do atual terreno de aproximadamente 200 m² para um ao lado da via de 60m². “Seguimos a lei, pagamos nossos impostos e seremos prejudicados, sendo que própria administração determinou o lugar onde deveríamos ficar”, reclamou. Além da diminuição, a área deixará de ser posse da proprietária da loja, sendo considerada concessão de terreno público. Célia avalia que os prejuízos devem aumentar com a nova localização a ser adotada até o fim do ano, próxima a um cruzamento. Para cobrir as perdas, os removidos contarão apenas com cartas de créditos e, consultados, se declaram receosos com os juros a serem pagos.

Isaías Monteiro


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: